Como funciona um concurso público? Descubra em 20 tópicos!

29 de Junho de 2016

postado por Jeferson Carlos

Compartilhar

 

1. A primeira etapa para a realização de um concurso é a criação de cargos ou abertura de vagas quando ocorrem transferências, aposentadores e falecimento etc. de funcionários da instituição.

2. Se existirem vagas, a instituição faz um pedido de autorização de concurso ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (o MPOG). A autorização é publicada no Diário Oficial da União, do Estado ou do Distrito Federal.

3. Assim que o concurso é autorizado, a instituição escolhe a entidade organizadora e passa todas as orientações para ela.

4. O edital é publicado e divulgado nos diários oficiais, nos jornais especializados em concursos (Folha Dirigida, Jornal dos Concursos etc) e nos sites das entidades organizadoras

5. Em relação às provas, é bom saber que elas são aplicadas sempre nos finais de semana. O candidato deve chegar sempre com uma hora de antecedência.

6. Já em relação ao material que pode ser utilizado durante a aplicação das provas, é sempre bom consultar as regras – principalmente sobre o uso de calculadoras e outros objetos eletrônicos.

7. Os gabaritos costumam ser divulgados logo após a prova. Já a divulgação e a ordem dos aprovados são divulgados na data estabelecida no edital do concurso.

8. O candidato pode apresentar recurso contra o gabarito e a lista de aprovação, mas é sempre bom ficar de olho no período em que esses recursos podem ser aceitos.

9. As regras para convocação de aprovados determinam que aquele que foi aprovado em um concurso de prova ou de provas poderá ser convocado para assumir o cargo no prazo de dois anos. A chamada obedece sempre a lista de classificação.

10. Detalhe: depois de expirado o prazo de validade, não haverá de modo algum o próximo direito ao cargo. Se você for o próximo a ser chamado e o prazo de validade tiver vencido, esqueça o assunto.

11. Como vimos, o prazo de validade de um concurso público é de dois anos, mas poderá ser prorrogado por mais dois anos.

12. Se você tem ensino fundamental ou médio incompleto, preste atenção no edital do concurso. Alguns (poucos) concursos aceitam candidatos com ensino incompleto.

13. Se você ainda não retirou o diploma de curso superior, preste atenção no edital. Alguns aceitam um certificado de conclusão, mas outros exigem o diploma emitido pelo MEC.

14. Se você é estrangeiro, lembre-se de que só pode participar de concursos públicos se for naturalizado.

15. Se é deficiente, preste atenção na questão dos laudos médicos, pois ele certamente pode ser exigido no ato da inscrição no concurso. Algumas bancas examinadoras possuem equipes médicas que avaliarão o laudo e concluirão se a pessoa pode ser inscrita como deficiente.

16. Ter o “nome sujo na praça” não impede ninguém de participar de concursos. Empresários também podem se inscrever sem nenhum problema.

17. Menores de idade não podem participar de concurso, a não ser em casos como o da pessoa com 17 anos e está prestes a completar 18. Se foi aprovado e ainda não completou 18, não poderá assumir o cargo.

18. Posso prestar concurso em outro Estado? A resposta é sim. Qualquer brasileiro nato ou naturalizado pode fazer concurso em qualquer localidade do Brasil.

19. Você poderá tomar posse do cargo até 30 dia após o edital de convocação.

20. Asprincipais instituições organizadoras de concurso são:

CESPE

FCC

VUNESP